FLACSI

Idioma:
Síguenos Facebook YouTube

Companhia de Jesus: Aniversário dos mártires da UCA

Publicado el Jueves 13 de Noviembre, 2014

headerA Companhia de Jesus celebra nestes dias por eventos nos seis jesuítas e duas mulheres assassinadas em 16 de novembro de 1989, em San Salvador.

martiresucadossier-9O 16 de novembro vai se cumprir o 25º aniversário do assassinato na Universidade Centro-Americana em São Salvador (UCA) de seis jesuítas: cinco espanhóis, uma trabalhadora da universidade e sua filha. Os jesuítas assassinados foram Ignacio Ellacuría (Portugalete, 1930), Segundo Montes (Valladolid, 1933), Ignacio Martín-Baró (Valladolid, 1942), Amando López (Cubo de Bureba, Burgos, 1936), Juan Ramon Moreno (Vallatuerta, Navarra, 1933) e Joaquín López (Chalchuapa, El Salvador, 1918); as duas mulheres assassinadas foram Julia Elba, trabalhadora da universidades, e sua filha Celina Ramos.

Ignacio Ellacuría, o mais conhecido entre eles, filósofo e teólogo, foi reitor da UCA em San Salvador, desde 1979 até o día de sua morte, com a idade de 59 anos. Acirrado na procura de uma solução negociada para a guerra civil, o seu compromisso e a defesa dos fracos fizeram dele alguém muito incómodo para o regime militar que governava em El Salvador. Todos os outros jesuítas assassinados são também modelo de compromiso em áreas como a defesa dos direitos humanos, a assistência dos refugiados, o acompanhamento de comunidades, ou a educação entre os pobres.

cuerpo

As vítimas da UCA se transformaram em símbolo de uma multidão anônima de víctimas (80.000 em El Salvador durante os anos 80), e um exemplo de um modo de ser Igreja, comprometida com a paz e a justiça. Depois do Concílio Vaticano II, sob a liderança do Padre Geral Pedro Arrupe, a Companhia de Jesus atualizou a sua missão, afirmando que existe um vínculo inseparável entre a fé ea promoção da justiça. Isto levou aos jesuítas em todo o mundo, a ficar do lado das vítimas e a denunciar as estruturas injustas que as geram. As mortes da UCA confirmaram o que a Congregação Geral 32 da Companhia de Jesus tinha previsto lúcidamente: “Não vamos trabalhar na promoção da justiça sem pagar um preço” (D 4,46).

Em Espanha, a Companhia de Jesus e suas obras, vão celebrar em atos comemorativos o XXV aniversário dos mártires da UCA: palestras, debates, projeções, homenagens e eucaristias em lugares diferentes, recordando o testemunho de Ignacio Ellacuría e seus colegas, e reivindicando a atualidade do seu legado.

Aprende mais sobre dos mártires da UCA aqui.

Fuente: Jesuitas España