FLACSI

Idioma:
Síguenos Facebook YouTube

“Esta iniciativa da FLACSI incorpora muitas das prioridades da CPAL” – P. Jorge Cela, SJ, Presidente da CPALSJ

Publicado el jueves 12 de marzo, 2015

headerO Pe. Jorge Cela, SJ, presidente da Conferência dos Provinciais Jesuítas da América Latina – CPAL, falou com Jimena Castro, coordenador da campanha Inacianos pelo Haiti, da importância desta campanha.

Na entrevista, o Pe. Cela refere-se a Inacianos pelo Haiti como um projeto que inclui várias prioridades de Projeto Apostólico Comum (PAC) 2011- 2020, referindo-se à Prioridade 1: Inclusão, Prioridade 2: Juventude e Prioridade 4: Conscientização e  Solidariedade Latinoamericana.

Justiça e Solidariedade: os valores formativos da campanha

Em suas palavras, o Pe. Cela cita ao Padre José María Vélaz, SJ, fundador do movimento Fe e Alegria, quando se referir à Justiça Educativa como um caminho para a Justiça Social, e como Inacianos pelo Haiti é uma busca por eles. No aterior, complementa que “se preocupe que todos os povos da terra, começando com os povos da América Latina têm uma educação adequada, é criar a consciência social mais importante. Neste caso, Haiti é o único país da América Latina que não está acima de 90% de cobertura educacional”.

2

“Só por esse caminho virá para estabelecer na América Latina a condições inadiável da Justiça Educativa, base e raiz da Justiça Social“. (Reflexões sobre a Educação Católica, 1972) – José María Vélaz, SJ

Também em destaque da conversa, na solidariedade como um dos valores educativos da campanha, no sentido de que, “como disse o Padre Arrupe, a nossa missão é formar homens e mulheres para os outros”, onde “os outros” não só é o mais próximo, mas também no estrangeiro, até mesmo o mais distante, que nos abre para a formação de atenta às necessidades de outras pessoas, e isso é um convite para se tornar próximo a eles.

1

Privilegiar a profissão de o Educador

Finalmente, e em quanto da justiça educacional, o Pe. Cela alude à importância da qualidade do educação, e, neste contexto enfatiza a necessidade de priorizar a profissão de educador, reconhecido por seu trabalho na constituição de pessoas sensível com uma ampla missão de vida, argumentando que “portanto, o foco em professores para avaliar a sua profissão, em ofrecer-les de oportunidades económicas, culturais, educacionais que lhes permitam exercer esta profissão melhor, é fazer o bem para toda a educação, é fazer o bem para o futuro da América Latina. “

São precisamente os professores das escolas de Fe e Alegria Haiti, que são o foco da campanha para 2015 e 2016, cujo lançamento oficial começará no próximo 24 de março.

Nós convidamos você a ver umo das mensagens dessa conversa neste vídeo (em espanhol):